• Cain Mireen

Caixas Perdidas, uma magia popular da Cornualha.

Entre a feitiçaria descrita no livro de Gemma Gary "Traditional Witchcraft, The Book of Ways Cornish" (Feitiçaria Tradicional um livro de maneiras da Cornualha), uma região rica em bruxaria, magia popular e artesanato tradicional é dito que certas magias feitas com "caixas" são usadas pelas bruxas locais "pellar" para banir doenças mas elas possui o uso versáteis que podem e são usadas para aprisionar doenças que esteja afligindo o cliente para que possa ser passada adiante, espírito que esteja assombrando uma pessoa ou local possa ser preso dentro de uma caixa ou outras maneiras de banir qualquer coisa da vida do cliente. Essas caixas são conhecidas como "Caixas Perdidas" por conter dentro dela aquilo que deseja perder. São muito as formas de que nós as bruxas utiliza as caixas; caixa de desejos que são muito úteis para diversos ritos mágicos. A caixa espelhada para que a pessoa não possa causar danos, nesse caso algo pessoal dele, um fio de cabelo, roupa, esperma, ou foto possa ser colocada dentro de uma caixa com espelhos e ali a pessoa será "anulada", ou até mesmo ritos para que a doença possa ser aprisionada na caixa e se perder deixando em alguma encruzilhada.



"Um método de banir magia, popular entre as bruxas da Cornualha é a construção de uma caixa "para se perder". Enquanto a operação é limitada a trabalhos de banimento, é versátil, pois pode ser empregado para banir qualquer coisa da vida do cliente de quem deseja se livrar" Gemma Gary

Caixa Perdida no Museu de Bruxaria e Magia de Boscastle

Gemma nos descreve o rito para realizar utilizando objetos simbólicos daquilo que o cliente deseja banir de sua vida, eles são depositados dentro da caixa e o mesmo é enrolado com um fio vermelho seja grosso ou fino e depois lacrado a sua tampa com cera vermelha, no ato de enrolar com o fio vermelho é dito pela boca da bruxa encantamentos para diminuir, livrar e banir "aquilo" que o cliente deseja.


"A bruxa então selará a caixa com um lacre vermelho feito de cera e enrole firmemente um fio vermelho, lã ou cordão fino, ao redor da caixa repetidamente, prendendo e diminuindo a coisa indesejada." Gemma Gary

Um ato mágico utilizado pelos encantadores de verrugas, onde a verruga é esfregada com folhas de alguma árvore poderosa e depositado dentro da caixa é realizado todo o rito com o fio vermelho e depositado numa encruzilhada ou nos degraus de uma igreja para que a magia possa ser passada para frente, o mesmo pode ser alcançando os resultados utilizando o ato da transfêrencia mágica para outro objeto, esfregando nele a verruga como moeda, pé de galinha, pedaço de madeira, pano ou outro objeto que logo após é colocado dentro da caixa.



"Um dois, três.

vou banir essa doença

quatro, cinco e seis,

Diabo, conjuro a sua presença

sete, oito e nove

na encruzilhada esse mal vai apodrecer"


O encantamento acima é de meu uso, na qual utilizei o rito da caixa perdida para banir uma influência negativa que estava afligindo a minha mãe nesse caso passei sete folhas de dracena nela de cima para baixo imediatamente amassei as folhas e coloquei dentro de uma pequena caixa feita de madeira , usei lá vermelha na qual enrolei em forma de cruz e entoando esse encantamento nove vezes e no final lacrei com cera vermelha de vela. Fui até a encruzilhada onde realizo meus ritos e deixei a caixa com uma vela preta acesa pedi ao Velho para que a doença ou a influência que estava prejudicando minha mãe possa apodrecer. Imediatamente no outro dia, minha mãe acordou boa e disposta.


Eu pessoalmente encontrei similaridade entre as caixas perdidas utilizadas na magia popular da Cornualha com os pequenos "caixões" que são usados na magia popular brasileira a diferença é que aqui no Brasil essas pequenas caixas em forma de caixão são usadas no caminho do maleficium com a intenção de prejudicar "alguém" , participei numa noite de lua negra um pequeno rito na qual era feito um boneco com roupa e cabelo do "amante" e feito todo o trabalho mágico para que no final possa ser enterrado dentro do cemitério de preferência debaixo de uma árvore solitária.


Utilizando as técnicas mágicas da caixa perdida, podemos utilizar uma pequena caixa em forma de caixão para "banir" algo de nossa vida já que o caixão é usado para a "morte".


Fonte:

Traditional Witchcraft, The Book of Ways Cornish - Gemma Gary

Museu de Bruxaria e Magia de Boscastle.


129 visualizações0 comentário

Posts recentes

Ver tudo